• Por
  • Esp
José Antonio Kincheski Junior: primeiro síndico do Brasil a aderir ao sistema Porter 28 de abril de 2016

José Antonio Kincheski Junior: primeiro síndico do Brasil a aderir ao sistema Porter

Ser percebido como uma empresa que remete à credibilidade e profissionalismo não é algo que se consegue facilmente. Quando a confiança do cliente é conquistada a empresa deve mostrar seu trabalho e seriedade para mantê-lo, e mais que isso, torná-lo fiel e replicador deste trabalho.

Síndico, José Antonio Kincheski Junior.

Assim foi com o Porter do Brasil, que iniciou suas atividades em 2011, em um ramo novo, onde havia muita resistência à utilização de aparatos tecnológicos em portarias. Ao conhecer este sistema, o síndico José Antonio Kincheski Junior, de Cuiabá/MT, não teve dúvidas: era a solução que buscava para aumentar a segurança no condomínio. E assim, consagrou-se como o primeiro cliente Porter do Brasil.

Há tempos o síndico procurava uma alternativa para a gestão convencional de portaria de condomínio, onde o grande desafio era substituir os porteiros presenciais, diminuindo consideravelmente o custo mensal, porém sem perder a confiança na portaria, principalmente pelo fato de não ter mais ninguém presente.

Em 27 de fevereiro de 2012 o sistema Porter foi instalado no condomínio. Conforme José, inicialmente houve grande resistência pela maioria dos condôminos, pois não conseguiam relacionar segurança e tecnologia oferecendo algum resultado. ''A grande barreira foi fazer todos aceitarem que sem o porteiro presencial tínhamos o mesmo ou até um resultado melhor'', comenta.

Após quatro anos utilizando a portaria remota, José afirma ''quem já teve ou têm a oportunidade de experimentar este serviço não retorna ao convencional. É como se estivéssemos trocando nossos smartphones atuais por aparelhos celulares de primeira geração, aqueles com a anteninha'', explana. 

 Confiança no trabalho

José Antonio Kincheski Junior acreditou no trabalho e na tecnologia Porter para o controle e gerenciamento de acesso. Hoje, tornou-se um multiplicador deste trabalho para outros síndicos. ''Indico porque realmente funciona e facilita a gestão. Tem uma equipe competente, desenvolvendo novas tecnologias, sempre ouvindo as necessidades e observações dos usuários'', conclui.

Afirma ainda, que desde 2012 os condôminos observam a diminuição de custos sem perda de eficiência, diminuição de problemas com funcionários e acima de tudo, aumento de segurança e confiança no sistema.

Síndico participa da Convenção 2016

O síndico foi convidado pelo Porter do Brasil a participar da Convenção 2016 no Jurerê Beach Village, em Florianópolis, no mês de abril. Além de conhecer os franqueados de 17 unidades, instaladas em 10 estados e no Distrito Federal, o síndico pôde dar seu depoimento e avaliar o sistema. ''O Porter mostrou o compromisso com seus franqueados e usuários, buscando o aperfeiçoamento e novos conhecimentos. Há um grande futuro reservado a este sistema que veio para transformar as portarias'', comenta. 

O Diretor do Porter do Brasil, Juliano Bortolotti, agradece a confiança depositada na empresa e ressalta o compromisso em buscar sempre as melhores soluções para o gerenciamento de acesso. ''A Convenção 2016 visou à troca de conhecimento entre franqueados, bem como apresentar a padronização dos processos. Sobretudo, foi um encontro para comemorarmos o crescimento da empresa em todo Brasil, que atende mensalmente cerca de três milhões de acessos'', conclui.