• Por
  • Esp
Para síndico, segurança e organização valorizam imóveis com a portaria remota Porter 17 de janeiro de 2017

Para síndico, segurança e organização valorizam imóveis com a portaria remota Porter

Há um ano, quando foram iniciados os estudos para o gerenciamento de acesso de um conhecido condomínio, no Campus Universitário, o síndico Valmir Thomé estava ansioso: a portaria presencial 24 horas seria substituída pela portaria remota. Passados nove meses, a chegada do sistema Porter valorizou os imóveis, organizou o fluxo de visitantes, de entregadores e de prestadores de serviço e trouxe mais segurança aos moradores, avaliou o síndico.

Cirurgião-dentista, Valmir Thomé conhece de perto o setor condominial. Afinal, é síndico de três condomínios administrados pelo Grupo Calcular aos quais dedica muita atenção. De acordo com a diretora, Maria Thereza Brandão Lima, "o Valmir é um síndico muito presente, que está sempre procurando novidades. Ele está atento a tudo e, o mais importante, se mostra aberto a inovações que tragam melhorias, como o caso da portaria remota".

"No início, quando surgiu o sistema de portaria remota, eu mesmo era um pouco reticente, desconfiado a respeito do sistema. Mas, hoje vejo as grandes vantagens que a portaria remota traz e tenho a certeza mais que absoluta que com a evolução da tecnologia todo o sistema melhorará e muito, trazendo assim um aumento da segurança, conforto e tranquilidade para os nossos moradores", assinalou o síndico.

De acordo com Valmir Thomé, "a segurança, a organização e a tranquilidade dentro do condomínio aumentaram muito. As ocorrências diminuíram substancialmente". Por tratar-se de um condomínio de grande porte, com 100 apartamentos distribuídos em cinco blocos, e ter um perfil de moradores formado por estudantes universitários os resultados da portaria remota superaram as expectativas.

Moreno Medeiros, gestor do Porter de Marília, franquia adquirida pelo Grupo Calcular, explicou que "a implantação desta portaria remota exigiu um estudo detalhado para elaboração do projeto, incluindo a segurança perimetral". Na parte de infraestrutura, foi construída a eclusa de pedestres e instalado um portão veicular com motor potente para suportar o alto fluxo de entrada e saída de veículos.

Imóveis valorizados no condomínio de 100 apartamentos.

ACESSO CONTROLADO

Eclusa de pedestres: equipamentos homologados Porter

Em um condomínio com muitas unidades, uma das maiores preocupações é a entrada de pessoas indesejadas. Com o sistema Porter, moradores utilizam tags e controles remotos identificáveis e os visitantes, prestadores de serviço e entregadores só entram após serem autorizados pelos condôminos. As imagens e os áudios ficam gravados e podem ser solicitados pelo síndico diante de uma intercorrência.

Segundo o síndico, esse controle que a portaria remota proporcionou refletiu no aumento da segurança e, por consequência, na valorização dos apartamentos: "A locação, ao meu ver, apesar da crise em que nos encontramos, manteve-se em patamares muito bons e tenho a certeza que a portaria remota contribuiu enormemente para isso, tanto é assim que em conversas que mantive com pais de inquilinos me disseram que eles agora estão tranquilos com relação à segurança de seus filhos".

Quanto à adaptação à portaria remota, Valmir Thomé disse que "no início tudo era novo, mas passado pouco tempo, os condôminos se adaptaram muito facilmente ao sistema". Ele prosseguiu observando que a segurança "está muito maior e melhor, pois não envolve o fator humano, presencialmente falando, e também todo o circuito de câmeras que gravam o que acontece dentro do condomínio, diminuindo o interesse de meliantes adentrarem ao condomínio, pois sabem que serão identificados".

Valmir Thomé afirmou, ainda, que "os investimentos compensaram bastante, pois estamos conseguindo fazer manutenções e alguns melhoramentos no condomínio que antes eram, senão bastante difíceis, até mesmo impossíveis". Outro ponto elogiado pelo síndico é o suporte do Porter de Marília, classificado como excelente: "O atendimento é imediato e todas as intercorrências são prontamente solucionadas", assegurou. A Central de Atendimento funciona 24 horas e a equipe técnica está sempre a postos.

Para 2017, Valmir Thomé informou que pretende continuar "investindo em um aumento no número de câmeras e um controle de acesso aos blocos, para melhorar ainda mais a segurança de nossos condôminos". Finalizando, o síndico disse que sempre recomenda a Portaria Remota Porter nas reuniões de condomínio das quais participa por causa dos benefícios que vê desde a mudança no sistema de gerenciamento de acesso, cuja economia permite agora avançar em outras melhorias.