• Por
  • Esp
Qual a diferença entre portaria remota, virtual ou eletrônica? 10 de junho de 2019

Qual a diferença entre portaria remota, virtual ou eletrônica?

Síndicos de sucesso buscam aplicar a tecnologia e inovação em seu condomínio. Entre essas novidades, estão a portaria remota, virtual ou eletrônica. Tem diferença entre elas?

A confusão é normal. Apesar disso, a primeira coisa que é preciso saber é que existem diferenças sim. Essas distinções são sentidas por moradores e todas as pessoas que frequentam o condomínio no dia a dia. 

Continue lendo nosso conteúdo e descubra o que muda entre os dispositivos/serviços de portaria remota, virtual ou eletrônica. Assim, será muito mais fácil escolher o método ideal para o seu condomínio.

O que muda entre as opções para o condomínio?

Basicamente, a principal diferença entre os dispositivos e serviços está no nível da solução, a forma que pode resolver os problemas de um condomínio. 

Acompanhe alguns pontos para entender o que muda entre a portaria remota, portaria virtual e portaria eletrônica:

Modo de acesso ao condomínio 

Normalmente, o controle da portaria eletrônica ou virtual ocorre de forma manual. Ou seja, o morador precisa liberar a entrada do visitante por meio de um interfone. 

Com a portaria remota, tudo ocorre através de uma base de atendimento. O visitante pode entrar com autorização telefônica do morador, mas não precisa estar em casa para liberar o acesso. 

Além disso, com a portaria remota, o acesso pode ocorrer via QR Code. Dessa forma, o visitante só aponta seu celular para a leitora de códigos, que permite a entrada no prédio ou conjunto residencial. 

Registros de acessos dos moradores, visitantes e prestadores de serviço

A portaria remota permite o registro detalhado de entradas e saídas onde foi instalada. É uma informação muito importante para a gestão do seu condomínio. 

Você, síndico, tem os dados sobre a movimentação de pessoas, prestadores de serviço e de moradores. Possuindo mais segurança e certeza sobre o controle de acesso.

Com a portaria eletrônica ou virtual, isso normalmente não acontece. Como se trata de um sistema manual, o registro ocorre de tal maneira e exige uma grande habilidade, organização e controle por parte do síndico.

Em casos de falta de energia elétrica ou internet no condomínio

Oscilações e quedas de energia elétrica são comuns em muitas cidades brasileiras. A qualidade da internet, de maneira geral, também não é das melhores, não é mesmo?

Com a portaria remota, existem dispositivos de emergência que proporcionam o acesso ao condomínio, mesmo em caso de quedas.

Normalmente, portarias virtuais ou eletrônicas não possuem essa facilidade. 

Devo escolher portaria remota, virtual ou eletrônica?

Agora você já conhece quais são as principais diferenças entre os sistemas de portaria à distância disponíveis no mercado. São pontos importantes que você, como síndico, juntamente com os moradores do condomínio, precisa se atentar na hora de escolher a Portaria remota, Portaria virtual ou Portaria eletrônica.  

Avalie todas as características, o que é mais importante para o dia a dia de todos os condôminos. 

Dessa forma, você vai tomar a decisão correta, com certeza!

Continue acompanhando nossos materiais sobre gestão condominial.